Quem Recomenda

“Você é craque mesmo!”
Silvio Santos, animador de TV e empresário


“Caro Morgado, acabo de ler as últimas páginas da biografia do saudoso mestre Blota Jr. Confesso que viajei, literalmente, no tempo com a sua preciosa narrativa. Que história admirável Blota escreveu em seus 79 anos bem vividos. Lamento profundamente não ter estado ao lado deste grande professor, cuja carreira norteou tantos talentos. Seu livro deveria ser leitura obrigatória à todos os estudantes de comunicação.”
Gugu Liberato (1959-2019), animador de TV


“No Brasil, o professor Fernando Morgado é um dos especialistas na área da comunicação, especialmente em TV e rádio. Como professor, escritor e palestrante, colabora com uma formação de qualidade e com profissionalismo.”
D. Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro


“Fernando Morgado é um craque da pena. O livro ‘A elegância no ar’, contando a trajetória de Blota Jr., é uma obra prima.”
Reinaldo Polito, uma das principais referências em oratória no mundo


“Desde o primeiro instante em que conheci Fernando Morgado fiquei encantada com a pessoa que é: inteligente, culto, dedicado e de uma simplicidade genial! Fernando é apaixonado pelo seu trabalho, e isto faz dele uma das pessoas que mais entendem de rádio. É um privilégio tê-lo como amigo.”
Marise Westphal Hartke, vice-presidente da ABERT


“Conheci o Fernando no final de 2014, num evento em Porto Alegre, mas parece que somos amigos há muito mais tempo. É uma pessoa que, ao pronunciar cada palavra, nos ensina muito. É sempre muito focado em tudo o que faz. Com a migração do AM para o FM, numa de suas palestras aprendi que, para vencer os desafios impostos pelas novas tecnologias e pelo cenário econômico, é importante estarmos atentos aos nossos conteúdos e que o meio rádio tem que permanecer unido sempre.”
Michel Micheleto, vice-presidente da AERP e diretor executivo da rádio e portal Banda B, de Curitiba/PR


“Sou leitor assíduo dos textos do Fernando Morgado. Não basta saber como se faz rádio. Na atualidade, faz-se necessário também entender a emissora em seu contexto. É justamente disto que se trata o aporte de conteúdo oferecido pelo Fernando em seu site, em suas palestras, em suas aulas e em suas entrevistas.”
Luiz Artur Ferraretto, professor da UFRGS e coordenador do Núcleo de Estudos de Rádio (NER)


“Fernando Morgado é um pesquisador sumamente interessante, tanto pelos seus conhecimentos quanto por sua responsabilidade frente aos temas que se propõe a tratar. Especialista na história e conceitualização dos meios de comunicação, em particular rádio e TV, foi convidado por nós para vir ao México ministrar um curso sobre linguagem audiovisual em apresentações de projetos de design, tendo mostrado a qualidade e fertilidade dos seus conceitos diante de um público universitário que aproveitou muito bem os seus ensinamentos. Fernando é, sem dúvida, um jovem pesquisador com muito futuro, uma referência para nós a partir do seu trabalho na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, e, além disso, um extraordinário amigo. O tipo de pessoa com quem você gostaria de contar em qualquer equipe de trabalho.”
Alejandro Tapia, professor da Universidad Autónoma Metropolitana e da Escuela de Diseño del Instituto Nacional de Bellas Artes do México, publisher da Ars Optika Editores


“Fernando Morgado me impressionou desde a primeira vez que o vi, quando trabalhamos juntos, em 2008, no projeto da BEAT98. Mais novo ainda, já sabia comandar nossos trabalhos de equipe, sempre com uma fala segura de quem conhece do que está falando. É o último grande fã do rádio e sabe muito da história e do momento desse veículo e também da televisão. E se tornou um grande analista e estrategista desse mercado. Sou grande fã!”
Eduardo Andrews (1949-2019), consultor, coordenou as maiores rádios musicais do Brasil


“Fernando Morgado faz parte do grupo dos pesquisadores natos, que talvez tenham explorado o potencial mais poderoso dos blogs. Misturando a precisão e simplicidade de uma prosa madura à prolífica velocidade de um fluxo automático de ideias, produziu, ao longo de apenas um ano, um livro repleto de informações preciosas sobre a história da televisão brasileira, misturada a outros assuntos que o qualificam como um almanaque. Se isso for parte do futuro da pesquisa histórica no Brasil, temos todas as razões para comemorar.”
André Stolarski (1970-2013), diretor de comunicação da Fundação Bienal de São Paulo


“Fernando é um professor extraordinário. Além de ter muito conhecimento sobre o assunto, sua forma de ensinar é muito apropriada e está sempre disposto a ajudar os alunos. Eu realmente gostei de fazer seu curso sobre como fazer uma apresentação na Universidade Autônoma Metropolitana da Cidade do México.”
Alzira Moises, Herramientas para el cambio, do México